Praia, terra ou asfalto? Onde andar de bike?

Onde pedalar? Conheça Terrenos

A bike é um transporte extremamente versátil, anda em praticamente qualquer ambiente que outros meios de transporte possam ir. Porém, há diferenças entre cada tipo de circuito e escolher o ideal para sua pedalada pode ser uma tarefa complicada.
Separamos as vantagens e desvantagens de cada um deles. Confira!

Onde andar de bike? Saiba as vantagens de cada terreno!

 

Separamos os terrenos mais comuns que os ciclistas costumam frequentar. Confira qual deles combina mais com o seu pedal!

• Terra

O ambiente favorito de muitos entusiastas e veteranos.
Um dos gêneros esportivos mais populares do ciclismo faz reverência aos ambientes montanhosos, como neve e obstáculos naturais como pedras, troncos, irregularidade do solo. No mountain biking, os ciclistas têm um desafio de resistência, força e dirigibilidade.
A pedalada off-road, em estradas rurais e matas mais fechadas sempre têm grandes recompensas no final – como as cachoeiras!
Como nesses ambientes muitas das modalidades populares não são de velocidade, mas de resistência, é interessante optar por um aro mais largo, como o 29” – que o mantém mais alto e com mais controle.
Quadros hard-tail também ganham vantagem pois, apesar de menos conforto de suspensão, mantém o ciclista com uma direção mais responsiva, o que colabora para a necessidade de fazer uma boa manobrada contra algum obstáculo e pedalar sobre estradas muito pedregosas.

Uma coisa a se atentar é de que pelo fato de estar andando em terrenos com extrema irregularidade e com uma bicicleta não tão apropriada para esse tipo de passeio, a necessidade de ter um kit de ferramentas e conhecer um pouco de reparos é essencial, pois a possibilidade de ocorrer algum dano é alta, e caso aconteça lembre-se de que você está a alguns bom quilômetros distante da cidade

As clássicas bikes do estilo Mointain Bike são, sem dúvidas, as mais recomendadas por motivos óbvios: foram desenhadas para esse tipo de ambiente, na distribuição do impacto à controlabilidade, elas dão estabilidade em ambiente hostis, mesmo que isso custe um pouco do conforto que há em outros modelos, a adrenalina da modalidade certamente recompensará.

Terrenos para pedal: Terra

• Asfalto

O asfalto tem a vantagem de oferecer velocidade, como único obstáculo os automóveis e, no lugar da resistência da terra, a liberdade de acelerar o pedal!
As rotas mais populares em apps do meio geralmente estão marcadas em asfaltos rodoviários ou híbridos de terra, asfalto e até faixas de praia.
Nas estradas acontecem maratonas e provas de velocidade, que também têm se popularizado muito no Brasil. Poucas coisas se comparam à sensação de atingir uma velocidade muito alta no asfalto.
Para essas atividades, a equipagem da bike costuma ser diferente; as mountain bikes ainda costumam aparecer muito nessas modalidades, mas o modelo que mais brilha são as Speeds.
A qualidade, desde a estética até a estrutura, dessas bikes é incrível: o guidão possui manoplas para o ciclista se apoiar e assim ganha aerodinâmica para atingir velocidades ainda maiores, especialmente em descidas.
As mountain bikes adequadas para o asfalto devem possuir aros mais curtos, como o de 26”, para atingir uma velocidade maior em menor tempo Já que não haverão grandes obstáculos naturais, você não precisa ficar tão distante do chão. E outra: se o interesse é ganhar aerodinâmica e aceleração, o ciclista de asfalto devesse considerar também um conjunto de vestimentas de ciclismo, por um quadro de suspensão completa, para não deixar o guidão desnecessariamente tenso e propenso a acidentes perigosos.
É muito importante ressaltar o uso indispensável do capacete e das marcações de lanterna, especialmente neste ambiente onde muitos motoristas podem ser hostis com os ciclistas no acostamento.
Muitos quadros para esse tipo de bikes atualmente são produzidos de fibra de carbono a fim de aumentar a estabilidade através do peso e evitar deformação que atrapalhem o desempenho da bike – algo relativamente comum em choques sofridos por quadros de alumínio.
Outra modalidade urbana popular que se assemelha ao ambiente do asfalto é o downhill – descida de grandes alturas competitivamente, improvisos e manobras em bikes customizadas.

Terrenos para pedalar; Asfalto

• Praia

A praia certamente será um dos ambientes mais recompensadores após uma longa pedalada, ou até o incentivo ideal para começar um.
A areia é menos densa que a terra, ainda sim, vale a pena usar aros largos, de 26” à 29” para ganhar espaço na pedalada e acabar não ficando constantemente atolado com o pneu da frente.
Um grande ponto de interesse das cidades praianas é que geralmente possuem uma costa repleta de belos ambientes. O Sul da América, por exemplo, tem longas faixas de asfalto que cruzam ao lado das faixas da zona da mata e praia.
É possível fazer um tour por todos esses ambientes na mesma viagem curtindo cada um, como uma mini maratona, que mescla os elementos tanto de resistência como de estabilidade. Certamente você encontrará muitos turistas e entusiastas fazendo roteiros parecidos com o seu.

A areia pode causar alguns danos à sua bike. Por isso esteja, antes de tudo, com o ‘motor’ dela preparado: beba muita água para não ficar desidratado e use protetor solar para não sofrer sob o sol.
Evite usar conteúdos viscosos na bike antes de pedalar na areia, especialmente na coroa, pois a areia acabará grudando com a graxa e te dando dor de cabeça. Experimente também dar uma murchada leve nos pneus ao andar nas faixas de areia mais fofa – isso dará mais conforto.

Terrenos para pedalar: Praia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Praticar ciclismo é uma ótima atividade para todos os ambientes e para todos os tipos de pessoas. Não deixe de fazer esse favor à sua saúde e seu bem-estar.
O portal da Dias Bike possui todos os equipamentos e bikes com frete grátis além de muito mais dicas e artigos interessantes sobre a cultura do ciclismo. Assine a newsletter a fique sempre informado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *