O que é mountain biking e como começar a praticar?

O QUE É MOUNTAIN BIKING E COMO COMEÇAR A PRATICAR?

O que é Mountain Biking e como começar a praticar?

 

Mountain Biking, como o próprio nome diz, é um tipo de ciclismo voltado para as montanhas e para ambientes com terrenos irregulares, como terra, neve e areia. Desde o final do século XIX, infantarias já adaptavam bicicletas para as tropas atravessarem regiões montanhosas com suprimentos e equipamentos.

O modelo seminal de mountain bike, foi desenvolvido pelo designer de quadros e ciclista americano Tom Ritchey, que foi contratado pela empresa que levava o nome de Mountain Bikes.

Como modalidade, efetivamente, o Mountain Bike nasceu na Califórnia, nos anos 50, onde muitos ciclistas buscavam ambientes diferentes para suas competições.

As principais características dessas bikes são os pneus mais largos, com cravos e suspensão, para absorver melhor o impacto em terrenos acidentados; guidões retos, para dar mais estabilidade, quadros robustos e reforçados, uma relação maior de marchas e coroa menor, para pedaladas mais intensas.

 

As modalidades de Mountain Biking

Aos anos 90, o esporte já era popular e possuía modalidades diversificadas. São elas:

  • Cross-Country

    É uma modalidade muito popular. Possui competição mundial anual e consiste numa corrida de percurso técnico pesado, repleta de obstáculos, subidas e descidas em estradas de terra irregulares.

 

  • Trip Trail

    É uma espécie de maratona, bem mais longa que o Cross-Country. Nela, os ciclistas vão de um ponto ao outro através de longas estradas de terra

 

  • Singletrack

    É uma modalidade praticada em lugares mais fechados, como em matas, seguindo uma única trilha em meio a ambientes mais inóspitos e com mais obstáculos naturais.

 

  • Downhill

    Modalidade muito popular que consiste na descida em alta velocidade, onde o êxito de cada ciclista é medido num tempo e performance individual, especialmente para evitar acidentes, uma vez que esta modalidade oferece mais riscos graças às grandes velocidades atingidas e à inclinação das faixas. Possui uma adaptação para ambientes mais diversos como cidades e regiões com irregularidades, que se tornou o popular Freeride.

 

  • Trials

    Possui obstáculos artificiais bem planejados para criar a oportunidade de os ciclistas fazerem manobras.

 

  • Enduro

    Nesta modalidade, quem chegar primeiro não soma pontos. O que qualifica o competidor é a resistência e técnica de pilotagem em grandes descidas repletas de obstáculos de difícil transposição.

Cross country Slingle track e Downhill - Modalidades de Montain Biking - Dias Bike

 

Preparo necessário para praticar Mountain Biking

 

MTB é uma atividade que exige resistência acima de tudo. Por mais tecnologia que as bikes possuam para minimizar a série de impactos e eventuais choques, tudo isso faz parte desse esporte e adiciona um fator de emoção à coisa toda. Vamos dar algumas dicas para quem quer começar:

  • A maioria das modalidades de Mountain Biking serão longas. Então condicione sua capacidade de economizar energia. Não adiantará muito pedalar com muito vigor no começo e em uma hora estar exausto e com câimbras.
  • Comece praticando em trechos longos, onde poderá atingir uma grande velocidade. Gradue o peso dos treinamentos e se dê um espaço para atividades “recuperativas”, que não sejam exaustivas.
  • Faça uma boa avaliação física e médica antes, para entender seus limites e como ampliá-los sem causar traumas ao seu corpo. Junto a isso: alimente-se bem e se mantenha hidratado. Essa é uma dica que vale para basicamente tudo na vida.
  • Prepare equipamentos de reparo e leve suprimento. Aprenda o elementar sobre conserto de bikes e procure pedalar em equipe. Porte consigo uma mochila, de preferência com adaptação para água, para manter-se hidratado sem fazer pausas constantes.
  • Use uma roupa adequada para manter a temperatura corporal, evitando choques de temperatura e resistência do ar ao correr.
  • Tenha algum selante para câmara de ar, bomba de pneu, uma chave alley e lubrificante. Ocasionalmente, algum membro do grupo necessitará de reparos e, dependendo do lugar em que vocês pedalam, pode ser bastante desgastante ir empurrando sua bike.
  • Acima de tudo: divirta-se. Esportes desafiadores e de equipe criam amizades, ambientes de pessoas com interesses semelhantes dispostas a trocar ideias e criar modalidades e roteiros. Superar desafios é algo ótimo para a auto-estima, e esportes radicais liberam grandes quantidades de hormônios que causam euforia e te tornam mais suscetível à sensação de bem-estar.

 

Escolhendo a Bike certa

 

Como já citado, MTB possui muitas modalidades e, certamente haverá modelos mais adequados para cada especificidade, para o tipo de terreno, a relação de estabilidade, resistência e velocidade. Entenda:

Hard Tails x Full Suspensions

  • Bikes Hard Tail, como o nome sugere (do inglês: cauda dura) não possuem suspensão traseira. Apenas com suspensão frontal e quadro rígido, a distribuição do impacto é maior e ajuda no controle do ciclista ao pedalar sobre os mais diversos (e adversos) terrenos.
  • Já as Full Suspensions (Suspensão Completa), justamente por terem suspensão no garfo dianteiro e no quadro, são mais flexíveis e confortáveis para o ciclista. O desempenho, conforto e dirigibilidade são as prioridades ao invés da adaptabilidade à terrenos.

 

É interessante fazer esse tipo de consideração, uma vez que, ao buscar sua bike adequada, você já estará pensando na modalidade e ambientes dos quais irá pedalar. Talvez Full Suspensions para aqueles que fazem longas pedaladas sem muitos obstáculos e terrenos mais regulares o façam sentir mais contemplado.

Para modalidades mais pesadas e técnicas, com mais obstáculos e impactos, a Hard Tail vai ser uma opção que pode fazer uma boa diferença já que, em modalidades mais competitivas, cada detalhe conta.

Considere também sua altura, se tiver mais de 1,80 m, talvez prefira um pneu de 27,5 ou 29” no lugar dos clássicos 26”. Rodas de 29” possuem uma arrancada mais suave e sustentam mais o esforço da pedalada, além de distribuírem melhor o impacto – fatores importantes para grandes obstáculos. Porém, as de 26” atingem mais velocidade com menos esforço e são menos cansativas para pessoas com estatura média. A 27,5”, que surge posteriormente, tenta ficar entre ambos os atributos.

 

Modelos recomendados

 

  • Totem 21v Dupla Suspensão

Clássica Full Suspension, confortável, de marchas trocáveis na luva, para aumentar ainda mais a estabilidade. É uma bike projetada para atingir grandes velocidades em asfaltos e carreadores, seu aro 26” e quadro em aço de carbono reforçam a projeção para grandes velocidades.

 

  • Absolute Nero II Shimano 21v/Elleven Rocker Shimano 24v

Hard Tails adaptáveis, possuem freio a disco para melhorar a estabilidade em terrenos irregulares, aros 29” para amenizar o impacto e quadro de alumínio, que é mais indicado para algumas modalidades como o downhill, cross-country e enduro por, ao absorver um grande impacto, ao invés de romper-se, apenas se deforma.

 

  • KSW XLT Aro 29 21v & Totem Manic/Shimano 24v Freio Hidráulico

Outras Hard Tails que tentam conciliar ambas as modalidades ao fazer algumas adaptações, como no selim, no garfo e revestimento para dar mais conforto e durabilidade e poder ser usada em modalidades de resistência sem grandes perdas.

 

  • Vikingx Tuff 25 Freeride

Assim como o nome sugere, uma bike planejada para o freeriding e modalidades urbanas. Quadro hard tail muito robusto, freio a disco e aros 26” com raias reforçadas para adaptar-se aos ambientes variados e o impacto maior de áreas com concreto e quadro de alumínio – mais maleável à grandes choques. Possui um ótimo custo-benefício para a categoria.

Montain bike roxa Viking X - Dias bike

 

Todos os modelos citados e outros customizados e de diversas categorias estão disponíveis no nosso endereço. Lá você poderá escolher entre diversas cores e fazer suas adaptações direto pelo site, tudo isso com frete gratuito. Confira!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *